HORA DE PRESTAR ATENÇÃO NO MUNDO

por débora biazutti

Imagem

foto do projeto Beyond The Label de Claudio Montesano Casillas
O primeiro livro do André Carvalhal ´A Moda Imita a Vida´ ampliou a minha percepção de marca, de influência, do processo de criação e tudo o que se relaciona com o que hoje é o meu trabalho e paixão, esses motivos foram mais do que suficiente para eu comprar o segundo livro dele assim que foi lançado.
‘Moda com Propósito” me apresentou um novo mundo, na verdade, um universo que sempre coexistiu com minha vida, mas que nunca tinha parado para enxergá-lo, essa leitura e esses conhecimentos me acordaram.
Estima-se que hoje a cada 6 pessoas no mundo uma trabalha com moda e no ano de 2014 a industria da moda movimentou em média 3 trilhões de dólares no ano. Os dados são incríveis e o poder da moda em nossas vidas também.
Através de roupas nós podemos nos externar como individuo, passar a nossa essência e o nosso humor para um campo de percepção maior. É incrível como podemos conversar através das nossas roupas e com isso temos um guarda roupa cheio de peças que harmonizam entre si.
Esse é o meu mundo, provavelmente o seu, e o da sua vizinha. Mas o universo da moda, não nos apresenta todos os mundos que ele engloba.
Hoje a moda é a segunda indústria que mais polui o mundo. A indústria gasta em média 70 milhões de barris de petróleo por ano e desmata 70 milhões de arvores por ano (só para produzir viscose).  Em diversos países como Taiwan, Bangladesh, Índia e China existem as “fabricas de suor” que são fabricas de custo por escala extremamente baixos. Existem trabalhadores que ganham US$10 por mês e que trabalham em condições análogas a escravidão, apenas para manter a indústria do Fast Fashion (moda rápida ) girando.
Essas realidades estão no nosso ponto cego, esses países estão longe dos olhos do mundo, nós não prestamos atenção neles e a comércio continua girando, porque sempre tem alguém ganhando com isso.

Imagem

foto do projeto Beyond The Label de Claudio Montesano Casillas

Imagem

Quando o propósito gira somente em cima do lucro os direitos humanos, trabalhistas e ambientais se perdem e quem paga o preço por isso, mesmo que em escalas diferentes, somos todos nós!
Quanto que esse lucro está custando para o mundo? O preço de poluir a água, o preço de tirar a vida das pessoas, o preço de poluir a terra, o ar, quanto que isso está custando?
Por um preço mais barato, paga-se um custo muito alto, tão alto que a meu ver não pode ser dimensionado. O que se coloca em pauta aqui são processos sem volta, ciclos de produção que não tem perspectiva de reciclagem, reuso, uso consciente, não existe a ideia de continuidade
Nesses últimos meses encontrei um propósito enorme para a Ayala. Somos uma marca que respeita todos os tipos de corpos e belezas, e agora, respeitamos o processo da confecção das roupas e o real motivo de usa-las.
Essa semana está acontecendo o Fashion Revolution no mundo inteiro e eles fazem uma pergunta que agora eu carrego sempre comigo: ” Quem fez minhas roupas?”
Se você teve interesse em saber mais sobre o assunto fica colada aqui com a gente que estaremos sempre postando algo a respeito da moda consciente no blog e dá uma conferida no site do Fashion Revolution que lá tem muita informação sobre o assunto.​

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cola com a gente
na sua primeira compra você têm 15% off gift de rolezeira para rolezeira